terça-feira, 2 de dezembro de 2008

MUDO RITUAL

Sereno coração
que mesmo na escuridão,
mesmo antes de tudo,
antes de todos,
num ritual mudo
de desbravamento
que ninguém sabe, ninguém vê,
buscava você.

Clau Assi/ Théo Drummond
Novembro/2008

0 comentários: